5 de julho de 2013

Direto da Redação: #ManOfSteel

E AÍ, GENTE LINDA DA GRANDE REDE! Finalmente chegou a sexta feira! Finalmente acabou o expediente pra muitos, mas nós ainda estamos na labuta. Why? Because hoje tem um lindo e maravilhoso DIRETO DA REDAÇÃO para vocês! E o assunto do dia é ele, que não é pássaro e nem avião, mas é bem bonitão. LOL. Sem mais enrolação, a gente chama o Superman! EEEEEEEEE


Eu não sei definir ao certo quem eu conheci antes de quem, mas Batman e Superman definitivamente foram os primeiros heróis da minha vida. Me lembro de ver um homem vestido de preto, que combatia o crime numa cidade chamada Gotham. E me lembro de um jornalista que fugia dos seu trabalho para salvar o planeta, enquanto as pessoas perguntavam: "É um pássaro? É um avião?" e eu respondia: "Não! É Super Homem!".

Eu vi vários rostos de um mesmo Bruce Wayne e vi vários rostos de um mesmo Clark Kent. Gostei de alguns, não gostei de outros, mas nunca deixei de acompanhar nenhum dos dois. Pois afinal, aquilo que marca a sua infância nunca deve ser deixado de lado. Da minha experiência própria, eu só aprendi coisas boas com Batman e Superman. Juntos, eles ocuparam um espaço muito importante da minha vida, o espaço da imaginação e da criatividade. 

Já depois de crescida, conheci Thor, Homem Aranha, Wolverine, Homem de Ferro. Mas sabe aquela criança que vive dentro de você? A minha nunca esqueceu o sujeito com uma máscara de morcego e nem o sujeito que usava a cueca por cima da roupa. Não tenho vergonha em dizer que sou uma garota que tem um amor imensurável por quadrinhos e por seus personagens. Gosto tanto da Marvel quanto da D.C. Como um pai ou uma mãe, não faço distinção. Amo as duas igualmente, pois foi graças a elas que eu descobri muito do mundo e muito das pessoas.

De uns anos para cá, eu vi a Marvel arrastar multidões aos cinemas com os filmes dos seus heróis mais queridos. Vi Tony Stark, Steve Rogers e Logan serem aclamados. E também vi um novo Bruce Wayne ganhar vida e difundir sua mensagem mundo afora. E isso me fez pensar. Será que não estava na hora do Clark Kent tirar seu uniforme do cabideiro e voar por aí novamente? 

Zack Snyder e Christopher Nolan concordaram comigo e agora, em 2013, o Homem de Aço está finalmente de volta! Aceito as críticas de todos, mas meu coração ficou partido com as declarações de que Superman Returns deveria ser esquecido da cronologia do herói de Krypton. O filme tem, como todo filme, seus aspectos negativos, mas não é errando que se aprende?

Pelo que já deu para ver, Man of Steel aprendeu com os erros de seu antecessor e como alguém que só tem a agradecer a Clark, Lois, Lex, Jor-El, Zod e à D.C, eu dou as boas vindas a Henry Cavill, Amy Adams, Russel Crowe, Michael Shannon, Kevin Costner e Laurence Fishburne. Espero vê-los atuando e dando o seu melhor, como a criança que clamava pelo Super Homem e como a garota que escreveu esse texto. Quando eu me sentar na poltrona do cinema para ver Homem de Aço, vou procurar pelas minhas referências, aquelas que adquiri quando pequena, mas também vou ficar feliz. 

O mundo estava esperando. E você atendeu ao chamado.
Obrigada, Superman.

Nenhum comentário: