19 de janeiro de 2018

Mistérios de Star Wars #2: Grão-Almirante Thrawn

ALERTA DE SPOILER: esse post discute revelações feitas em Star Wars: Rebels e Rogue One!




No post de hoje, vim organizar meus pensamentos a respeito de um personagem do universo de Star Wars que é tido como gênio da estratégia militar, mas que quase perigou ficar fora da linha do tempo oficial que se estabeleceu com os novos filmes/livros/games: o Grão-Almirante Thrawn. Vale lembrar que, quando a Disney adquiriu os direitos da franquia Star Wars, tudo o que fazia parte do Universo Expandido (além dos filmes e animações) passou a existir sob o selo Legends (ou seja, não faziam mais parte do novo cânone que a Disney decidiu criar.).

E é nesse selo Legends que está a gênese e desenvolvimento do Grão-Almirante Thrawn. Para quem não sabe, Thrawn é um alienígena da espécie Chiss, e era um gênio tático e estratégico do Império. Ele foi apresentado nos livros d'A Trilogia de Thrawn escrita por Timothy Zhan. A princípio, Thrawn não fazia mais parte da linha do tempo que tinha Rey, Finn, Poe Dameron e Kylo Ren. Mas no início de 2016, a Disney anunciou que, apesar de sua história original não ser canônica, o personagem retornaria para o universo de Star Wars através da série animada Rebels.



Lembrando que Rebels é uma animação que se passa nos anos entre o Episódio III e o IV e apresenta personagens novos coexistindo com personagens já conhecidos no contexto da Rebelião/Aliança Rebelde. Inclusive rolam várias menções a Rogue One e seus personagens e vice versa. É é exatamente nesse período que as coisas se complicam. Com Rebels e Rogue One existindo num mesmo tempo cronológico (que vai de antes da Batalha em Scarif até antes da Batalha de Yavin 4, com outras tretas no meio), fica difícil situar o Thrawn e os rebeldes da série no futuro.

Coisas que sabemos até o momento e que podem ajudar nessa difícil missão de prever o que vai rolar com a galera em Rebels pós-Rogue One: no filme, o dróide Chopper aparece na base em Yavin 4 e existe uma possibilidade de que personagem referida como General Syndulla seja Hera. Sabemos também que além de Chopper e o vocativo General Syndulla, outro elemento de Rebels apareceu em Rogue One: a nave Ghost. Ela é vista no espaço, durante a batalha em Scarif, ao lado de outras naves da Aliança Rebelde.

À esquerda podemos ver o dróide Chopper na base em Yavin 4 e à direita, a nave Ghost nos céus de Scarif.

Mas e o Grão-Almirante? Cadê ele? Quem vai sobreviver ao final de Rebels (cujo series finale pode ou não terminar com a Batalha de Scarif selando o destino de todo mundo, inclusive do Thrawn)? Daqui em diante, só podemos especular. A temporada não terminou e tudo está em aberto. O pouco que sabemos vem de Dave Filoni, produtor executivo de Rebels. Segundo ele, existe um elo de ligação direto entre Rebels e Rogue One: após Thrawn derrotar e quase aniquilar a insurgência rebelde no planeta Atollon, essa vitória do Império foi uma das maiores razões pelas quais a Aliança Rebelde não confiou em Jyn Erso de primeira quando a mesma os informou sobre a Estrela da Morte.

Mas a real razão deste post é a notícia que saiu no site Comicbook em novembro de 2017, na qual Filoni afirmava que Thrawn (ao contrário da maioria dos rebeldes que lutou em Scarif) estaria vivo após os eventos de Rogue One. Na notícia, ele brinca com o fato dos irmãos Lars e Mads Mikkelsen estarem em Star Wars, mas em situações bem opostas. Enquanto Galen Erso (pai da protagonista Jyn e personagem de Mads em Rogue One) falece de maneira trágica antes da Batalha em Scarif, o Grão-Almirante Thrawn (dublado por Lars) teria sobrevivido à batalha.

Considerando que o Grão-Almirante sobreviveu a Scarif e estaria vivo e à disposição do Império no Episódio IV (e em tudo mais que veio depois e é parte do cânone), seria razoável dizer que ainda veremos mais dele, além do livro Thrawn e da série Rebels, lançados recentemente. Inclusive, os eventos existentes nesse novo livro (que é de autoria do mesmo Timothy Zahn, que criou o personagem ainda no selo Legends) irão ganhar uma adaptação para os quadrinhos mostrando como foi sua origem e ascenção meteórica nas fileiras militares imperiais. 



A minissérie de 6 capítulos será lançada no dia 7 de fevereiro de 2018, com roteiros de Jody Houser (que adaptou Rogue One para os quadrinhos) e traços de Luke Ross (que trabalhou na minissérie Star Wars: Darth Maul e também na adaptação de Star Wars - Episódio VII: O Despertar da Força).

Minha aposta para o futuro do personagem é que ele apareça na nova trilogia spin-off de Star Wars que está nas mãos do diretor Rian Johnson e que, segundo notícias, se passaria no passado e se afastaria da família Skywalker para apresentar uma parte da galáxia ainda inexplorada. Porém, se estou certa ou não, só o tempo (e a Força) dirá!

Nenhum comentário: